06 janeiro 2009

AMIGOS

Há pessoas que me fazem falta. A minha querida amiga Amélia é uma delas. Com ela consegui viver momentos inesquecíveis. Temos uma forma de nos divertir muito semelhante e somos ambas obstinadas, determinadas e irreverentes. Por vezes também somos irreverentes demais e esquecemos que temos de parar para ouvir o que os outros têm para dizer, parecemos uns carros de combate, e não se pode ser assim, não é?
Mas é no meio desta agitação que nos sentimos bem, é a conduzir lá bem na frente que nos sentimos bem, não gostamos de ser conduzidas, irrita-nos termos de esperar por alguém, estamos sempre prontas, há sempre solução para tudo, se não há inventa-se. Ela, no entanto, consegue ser mais frontal do que eu. Eu já penso mais no que vou dizer, ela diz logo e pronto. Fazes-me falta AMIGA.

Sem comentários: